A internet das coisas

Computer connected to global internet server network and doing data processing
  •                     A limitação de tempo e da rotina fará com que as pessoas se conectem à Internet de outras maneiras. Segundo Ashton, assim, será possível acumular dados do movimento de nossos corpos com uma precisão muito maior do que as informações de hoje. Com esses registros, se conseguirá reduzir, aperfeiçoar e economizar recursos naturais e energéticos. Para o especialista, essa revolução será maior do que o próprio desenvolvimento do mundo online que conhecemos hoje.
  •                  Já nos dias de hoje, são muitos os objetos conectados, como geladeiras, óculos, elevadores e carros. A rede pode intervir em pequenos gadgets ou em infraestruturas complexas. Pensando em toda essa usabilidade, vêm surgindo iniciativas, que envolvem empresas grandes, para unificar a Internet das Coisas.
  •                Atualmente existem mais objetos na internet do que pessoas, o que nos leva a refletir sobre esse processo. A verdade é que a Internet das coisas possibilita inúmeras oportunidades e conexões, muitas das quais não conseguimos imaginar nem entender completamente seu impacto nos dias de hoje. Não é difícil de perceber por que esse assusto tem sido tão comentado atualmente, ele certamente abre portas para muitas oportunidades, mas também alguns desafios.
  •             A Internet das coisas (ou IoT em inglês), é um conceito de interação entre a tecnologia e as pessoas, onde qualquer equipamento eletrônico poderá estar conectado com a Internet, gerando e transmitindo informações importantes, tais como: uso, consumo, perfil de usuário, estatísticas, etc. Essa ideia já é discutida há décadas por especialistas, tanto que a primeira torradeira conectada à internet foi demonstrada em uma conferência em 1989. Isso é um assunto de extrema importância porque teremos além de celulares, computadores e notebooks conectados à internet, câmeras de segurança, geladeiras, forno micro-ondas, alarme de incêndio e outros aparelhos que fazem parte do cotidiano do ser humano.
    A ideia não é simplesmente ter mais um meio de conexão com a internet por meio desses aparelhos, mas sim manter a conectividade entre eles para aumentar a sua eficiência. Um exemplo prático é uma geladeira que possui conexão com a internet e poderia comunicar ao usuário quando um determinado alimento está próximo de acabar, ou até mesmo solicitar ao mercado mais próximo e com melhor preço para realizar a entrega. São inúmeras as aplicações.

*O post de hoje, será realizado em duas etapas. Sendo a primeira hoje e a segunda na quinta-feira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *